INCERTO

A ti madrugada excitante
Excitante és teu cinismo
Cinismo que outrora me cativou
Com o brilho do teu olhar
Com a clareira do teu sorriso
Só resta me curvar
Aos teus encantos viril
Viril és o amanhecer de um despertar
Despertar que aflora novos sentimentos
Sentimentos vagos
Sentimentos incertos
Incerto é a certeza que me traz a ti
Incerto és tu és eu
Que aos poucos se consomem
Com o fogo que emana de teus poros
Que são incendiados e afagados
Num vai e vem de prazer
Prazer que nos transporta madrugada a fora
Que nos faz viver um só em um só
De que me viva mil anos
Anos viverei em ti e para ti
Pois com o cinismo da madrugada

Eternos seremos 

Eudiran Carneiro
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.