Gessé é destaque no amistoso entre Tanabi e Grêmio Barueri

Ele viajou ao Sudeste para apenas uma partida, com objetivo de fazer dupla com Salvador Cabañas, mas acabou roubando a cena no amistoso deste domingo entre Tanabi e Grêmio Barueri que terminou empatado em 2 a 2, em Tanabi (a 490 km de São Paulo), em jogo realizado para o atacante paraguaio atuar pelo clube do interior.

O atacante Gessé fez gol, deu passe para outro e até "discursou" no vestiário ao lado de Cabañas e do técnico Gléguer, do Tanabi, antes de a partida começar.

Gessé e Cabañas, no vestiário, antes do amistoso entre Tanabi e Grêmio Barueri (Foto: Marcos Lavezo)
Com moral, Gessé (dir.) discursa no vestiário junto a Cabañas e o técnico Gléguer (Foto: Marcos Lavezo)


O atacante do Atlético do Acre foi bastante assediado pela imprensa no estádio Alberto Victolo, pelos torcedores e até pelos jogadores do Barueri, que depois da partida tiraram foto com o autor de um gol de antes do meio de campo no Campeonato Acreano. Mesmo com tanto assédio, o jogador afirma não ter recebido propostas.

Gessé festeja gol no amistoso entre Tanabi e Grêmio Barueri (Foto: Marcos Lavezo)
Gessé festeja gol no amistoso entre Tanabi
e Grêmio Barueri (Foto: Marcos Lavezo)
– De real não houve nenhuma proposta, mas a gente sabe que as coisas vão acontecer naturalmente. Vou continuar meu trabalho no Atlético, as portas vão se abrir, os olhos do mundo vão começar a olhar melhor para o Gessé, não só pelo gol que fiz, mas também pelo meu futebol – afirma o jogador.

Gessé foi contratado pelo Tanabi apenas para este amistoso, para, ao lado de Cabañas, ajudar a divulgar o nome do clube para todo o Brasil. Mas o presidente do Tanabi, Irineu Alves, já afirmou que pretende levar o jogador para o interior de São Paulo após o fim de seu contrato com o Atlético-AC, em junho.

Gessé e Cabañas, no amistoso entre Tanabi e Grêmio Barueri (Foto: Marcos Lavezo)
Gessé olha para o escudo do Tanabi, após o gol: "De real
mesmo, não houve nenhuma proposta"
(Foto: Marcos Lavezo)
– Financeiramente não estamos sabendo de nada, mas os presidentes, do Tanabi e do Atlético, estão conversando. Mas isso, se acontecer, só depois que o Campeonato Acreano acabar, depois de terminar meu contrato com o Atlético e vamos esperar acabar naturalmente – diz.

Se irá ou não para o Tanabi ou para outro clube, Gessé ainda não sabe, mas de uma coisa ele tem certeza: este amistoso contra o Grêmio Barueri vai ficar marcado na vida dele, já que poderá falar para todo mundo que formou dupla de ataque com Cabañas. 

– Se você olhar lá atrás, no começo do ano, nunca imaginei que estaria jogando ao lado de Cabañas, um dos grandes nomes da seleção paraguaia. No começo do ano tive proposta para jogar no Peru, mas recusei, se tivesse aceitado seria tudo diferente. Jogar ao lado de um cara que, além de ser um grande jogador, é um exemplo de vida, vai ficar marcado na minha história – disse Gessé.



Fonte: Globo Esporte SP via Quinari Online

Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.