Acre deve enfrentar maior frio da história, com temperatura de 6ºC, afirma pesquisador Friale

O pesquisador Davi Friale voltou a fazer suas previsões polêmicas sobre o clima acreano. Desta vez, o pesquisador afirma que o Acre pode enfrentar frios extremos neste ano, com a temperatura caindo para 6ºC.
Friale diz que os frios mais intensos no estado deverão ocorrer nos meses de junho, julho e agosto deste ano.
"Frios mais intensos deverão ocorrer em 2014 e atingirão o 
Acre, principalmente, nos meses de junho, julho e agosto, quando poderá haver recordes de frio, na capital acreana, com temperaturas próximas de 6ºC, no leste e no sudeste do estado", disse.
Segundo Friale, o frio que atinge o sul e sudeste do Brasil nesta terça-feira (29), que fez com que a temperatura caísse para 3ºC em Minas Gerais, não chegará ao Acre.
"Os estados do Acre, de Rondônia e a maior parte de Mato Grosso não serão atingidos pelo frio devido à barreira proporcionada pelo planalto brasileiro, ou seja, desta vez, a frente fria não se formou sobre as planícies do sul da América do Sul e, por isso, não foi possível seu deslocamento pelas terras baixas, que a levariam até a Amazônia Ocidental". 

Agência de Noticias ContilNet
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.