Educação de qualidade se faz junto às pulgas





Na década de 60 a educação ao ar livre era um campo aberto. Poucas pessoas havia
ouvido falar sobre uma escola que usasse a natureza como sala de aula e ensinasse através
das montanhas e da aventura.
Na Zona Rural de Senador Guiomard, não chega a tanto, mas existe escola em que os alunos são praticamente obrigados a assistirem aulas ao ar livre embaixo de uma humilde cobertura sem nenhuma parede  pelo menos de palha para amenizar os raios de sol que chegam até o interior da “sala de aula”, nem muito menos das chuvas do verão amazônico,  que quase diariamente acontecem.
O Professor dessa sala de aula da Escola Jerusalém II, localizada na BR 317, Km 75 no Ramal Progresso, de responsabilidade da Secretaria de Estado de Educação, ainda tem que disputar a atenção dos alunos com as inúmeras pulgas que existem no local de chão batido, fazendo ainda com que os alunos fiquem dispersos sem saber se cuidam das pulgas que de maneira intempestiva tentam adentrar em alguma parte do corpo dos adolescentes e jovens,  ou se atentam ao que o Professor está ensinando.
O que me levou a escrever essa matéria é a falta de descaso para com a Educação do Campo, pois  diariamente é visto nos meios de comunicação uma publicidade tamanha sobre os  índices das administrações petistas no que concerne ao ensino público sob sua responsabilidade. Fato é que nem tudo que a equipe do Governador Tião Viana(PT) mostra através dos meios de comunicação é positivo.
Outro fato que me deixa perplexo é que os vereadores de Senador Guiomard, foram eleitos para representarem os interesses do povo, não só da Zona Urbana do município como também da Rural, não fazem nada para ajudar esses  alunos que estão sendo  submetidos a tamanha humilhação, pois nenhum é tão desenformados que não possa saber que há uma falta tamanha  de compromisso para com os mesmos. Pergunto quantos vereadores da situação ou da oposição foram lutar pelos direitos assegurados pela Constituição Brasileira e pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira – LDB a esses estudantes?
Em conversa com alguns alunos, informaram-me  que  estão indignados com essa situação, disseram que todos os dias alunos de outros anos são obrigados a levarem cadeiras na cabeça para outra “sala ao ar livre”, fato que para eles não passa de humilhação, por que sabem que recurso tem para ampliarem a Escola Jerusalém II e que desde do ano passado que só prometem e nada é feito.
Alguns pais disseram que se não tiverem a visita urgente dos representantes da Secretaria de Estado de Educação e nada for feito para ampliarem a escola, irão chamar a imprensa para que possa divulgar as reais situações em que seus filhos são submetidos enquanto alunos para poderem aprender novos conhecimentos.
Esse é o meu desabafo enquanto educador, pois não admito em hipótese alguma que membros da Frente Popular do Quinari, fiquem criticando a Educação Municipal que já teve à frente a Professor Branca e hoje a Professora Sebastiana Maia, que com toda sua equipe alavancaram os Índices de Educação Básica – IDEB do município de Senador Guiomard, destaque em todo o Estado. Por que enquanto vemos o Prefeito James Gomes e sua secretária Municipal de Educação Sebastiana Maia reformando e ampliando escolas rurais, para darem uma melhor condição de ensino aos alunos, sou tomado por imagens que me deixam muito triste em que alunos da rede estadual são obrigados a estudarem embaixo de  taperas convivendo com todo tipo de ruído, fugindo do sol e da chuva, sob a insistência constante das pulgas que de qualquer forma tentam tirar a atenção dos alunos perante o professor.


Eudiran Carneiro
Profº. Mestrando em Educação


Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.