Tchê apresenta Projeto de Lei da meia entrada a Professores


Foi apresentado ontem, na sessão na Assembleia Legislativa, o projeto de lei que garante pagamento de meia entrada aos professores de ensino médio e fundamental do estado em casas noturnas, shows e eventos culturais.
O projeto é de autoria do deputado estadual José Luiz Tchê (PDT), que em seu discurso, comentou dos benefícios que esses profissionais receberão, garantindo integração nas tendências culturais e, consequentemente, viabilizando maior conteúdo educacional. “Com esse projeto, os professores passarão a ter desconto de 50% nos estabelecimentos de show, espetáculos teatrais e eventos culturais, com isso os alunos também serão beneficiados, pois os professores terão maior experiência para repassar em sala de aula”, afirma.
Daniela Maria Leão é professora de Língua Portuguesa e coordenadora de ensino do colégio acreano, ela explica que se o projeto for aprovado, os professores que não têm condições financeiras para frequentar esses lugares irão se beneficiar. “Nós professores trabalhamos dobrado, em casa e no colégio. Acho maravilhosa a idéia, pois beneficia professores que ganham pouco e precisam repassar aos alunos novos conhecimentos”, comenta.
A idéia foi bem aceita por vários professores da rede pública de ensino. O docente de Biologia, Marnio Vieira, elogia a iniciativa: “Parabenizo a idéia, pois nós professores somos esquecidos pelo poder público no que tange ao acesso a esses lugares, isso possibilita maior vivência e os conhecidos adquiridos serão repassados aos alunos”.
O professor e jornalista José Leite, afirma que a idéia ajuda na capacitação dos professores: “Vamos enriquecer os conteúdos, trazendo inovação, novidades e novas experiências. O professor tem a necessidade de buscar novos conteúdos. Isso possibilita maior valorização desse profissional. Fica mais fácil conhecer o que acontece na área cultural do estado”.

Na oportunidade, o parlamentar citou a necessidade de reajustar os recursos referentes à educação e segurança pública. “Devemos rediscutir o piso salarial dos professores e policiais militares, apoio a idéia de mudança na distribuição de dinheiro vindo da união, devido os esforços dos nossos profissionais” acrescenta o deputado.
Wanglézio Braga
Do Acrealerta.com
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.