Poesia de Quinta

Perdido no horizonte



O dia nasce novamente;
Olhar vazio;
Perdido no horizonte.


Nenhum olhar de volta;
Nenhum toque de aconchego;
Nenhum sorriso de resposta.


Minha alma chora a sua perda;
Mas como perder algo;
Que nunca se teve?


Meu corpo deseja o seu;
Mas como desejar;
Algo que nunca se possuiu?


Venha,

Deixe minha alma ter você;
Deixe meu corpo possuir o seu;
Ou faça parte de minhas lembranças.


Mas acabe com o sofrimento;
De um coração;
Que está cansado de sofrer.


Lótus Negra
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.