Jovens acreanos são selecionados para jogar na Alemanha


Família de um dos jogadores promove feijoada para arrecadar dinheiro para liberação do visto de permanência no país estrangeiro.
Dieimesson do Nascimento foi um dos quatro selecionados para treinar na Alemanha
Dieimesson do Nascimento Souza é acreano e tem dezesseis anos. Em comum com milhares de adolescentes de sua idade ele tem o sonho de ser jogador profissional de futebol. Desde os doze anos ele se interessou pelo esporte e começou a se dedicar, já participou dos Jogos Escolares, e encontrou em uma escolinha de futebol a oportunidade de ver seu talento reconhecido. Depois de dez meses jogando nessa escola, o treinador decidiu enviar a um clube alemão as imagens de quatro adolescentes jogando bola.

O resultado é que esses quatro acreanos foram para a Alemanha e passaram 45 dias fazendo testes no clube Fubballclub Elmshorn. O bom desempenho resultou no convite para que eles treinassem no time até o final desse ano, e depois será assinado um contrato de dezoito meses com os candidatos selecionados para continuar.

Todos os gastos com moradia e alimentação serão cobertos pelo clube de futebol, só que para a entrada e permanência dos jovens no país existe a necessidade de comprovação de renda ou o depósito de R$ 24 mil para a liberação do visto. Dieimesson é o único dos quatro que não possui condições para conseguir o visto. Em razão disso sua família está promovendo uma feijoada com a proposta de arrecadar o dinheiro que comprova condições de se manter na Alemanha. Empresários locais já estão ajudando desde a primeira viagem do jovem.

“Esse é o sonho dele. Os outros documentos, como a matrícula em curso de alemão e outras pendências já foram resolvidas. Só está faltando comprovar, através do depósito, a renda”, destacou Iolanda Nascimento, mãe do jogador.

A feijoada será realizada no próximo dia 24 a partir das 12 horas na Choperia Hausbier. Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 20 no restaurante A Princesinha. “Conseguir jogar na Alemanha será a realização de um sonho. Quero no futuro poder ajudar minha família”, finalizou Dieimesson.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.