Deputada pede mais vagas para o Acre em concurso da PRF

Perpétua diz, em documento enviado à ministros, que o Acre necessita de mais 200 policiais.


A deputada federal Perpétua Almeida requereu na tarde desta quarta-feira aos ministros Paulo Bernardo (Planejamento) e Tarso Genro (Justiça), uma atenção especial ao Acre no concurso para suprir a carência da Polícia Rodoviária Federal no Estado, que necessita de mais 200 homens.

O edital deve, obrigatoriamente, ser publicado no Diário Oficial da União na primeira quinzena de julho, prazo estipulado numa portaria ministerial que abriu 750 vagas para todo o país. A portaria prevê realizar todas as provas este ano e chamar os aprovados até o mês de abril de 2010.

Defesa aos excedentes

Nesta quinta-feira, a Chefia de Gabinete do Ministro Tarso Genro receberá a deputada acreana, juntamente com os demais membros da Frente Parlamentar de Defesa da PRF para discutir o chamamento dos 406 excedentes da PRF. A audiência, fruto de uma pressão política encampada pela frente, deverá discutir ainda o Plano de Carreira da categoria.

“Vou aproveitar essa reunião para insistir na necessidade da criação da Superintendência no Acre. Acho uma vergonha que a nossa PRF no estado esteja ainda dependente de Rondônia e seja tão desprovida tanto de pessoal quanto de infra estrutura”, afirmou a deputada.

Estudo

Na próxima semana, a pedido da deputada Perpetua Almeida, ficará pronto o mais novo estudo de carência humana e estrutural feito pela PRF de Rondônia-Acre. O documento sugere urgência na instalação da Superintendência Regional do Acre, que tanto a deputada tem pedido, e ainda outras quatro delegacias de apoio, segundo informou o inspetor João Medeiros, que responde pela superintendência nos dois estados.

O estudo deverá identificar, ainda, a necessidade de fiscalização na altura da Tucandeira (posto fiscal estadual), a fim de evitar a passagem ilegal de madeiras nobres. O chefe nacional de Recursos Humanos da PRF, Sérgio Max, informou que o edital está em construção e a distribuição de vagas deverá ser proporcional à necessidade por estados, conforme tem pedido a deputada.

Novas delegacias

Os postos apoiadores da superintendência acreana já têm localização estratégica definida: uma em Cruzeiro do Sul, uma na capital, uma em Brasiléia (atendendo Epitaciolândia até o trevo de Xapuri, onde já existe estrutura pré-pronta) e outra que pode ser instalada em Feijó ou Tarauacá.

“Nosso policiamento do Norte precisa ser revitalizado e para uma atuação efetiva nós precisamos, hoje, de 800 policiais nos dois estados. As autoridades devem repensar isso urgentemente”, disse o inspetor Medeiros, que irá assinar o estudo juntamente com o chefe do posto no Acre, Peregrino Silveira. “A criminalidade tem aumentado em razão do impacto da Transnacional e da ligação do Brasil com o exterior (Peru) por meio da Estrada do Pacífico”, concluiu.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.